Autorização de Residência Temporária para Cidadãos Estrangeiros que tendo beneficiado de Autorização de Residência para estudo, do 2.º ou 3.º Ciclo do Ensino Superior, concedida ao abrigo do artigo 91º, e concluídos os seus estudos, pretendam usufruir do período máximo de 1 ano para procurar trabalho compatível com as suas qualificações, em Portugal


  

(ALÍNEA P) DO N.º 1 DO ART.º 122.º DO REPSAE, CONJUGADO COM O N.º 1 E 18 DO ART.º 61.º DO DECRETO REGULAMENTAR N.º 84/2007, DE 5 DE NOVEMBRO E SUAS POSTERIORES ALTERAÇÕES)


Documentos Necessários:

Notas:

  1. No caso dos cidadãos que se encontrem nas condições previstas no art.º 18.º n.º 2 da Convenção de Aplicação do Acordo Schengen e que necessitem de continuar a residir em território português, devem apresentar comprovativo da manutenção das condições através das quais obtiveram prorrogação de permanência de vistos de estada temporária
  2. Só é concedida autorização de residência com dispensa de visto aos cidadãos estrangeiros que não tenham sido condenados em pena ou penas que, isolada ou cumulativamente, ultrapassem um ano de prisão, ainda que, no caso de condenação por crime doloso previsto no presente diploma ou com este conexo, ou por crime de terrorismo, por criminalidade violenta ou por criminalidade especialmente violenta ou altamente organizada, a respetiva execução tenha sido suspensa
  3. Taxas